Early Leaving School – 6º dia

O curso estava previsto acabar amanhã, domingo. Com o acordo de todos, trabalhamos hoje de manhã e de tarde e acabamos hoje a formação.

E continuamos com mais uma aplicação do Google forms – Actionbound– que é útil para fazermos quizes sobre matérias lecionadas. Os alunos fomos nós: tivemos que responder a um questionário sobre as aprendizagens feitas ao longo desta semana. Além de responder a questões tivemos que dançar, tirar uma selfie… e foi divertido. Esta aplicação é usada com equipas, em concursos e no final tivemos que encontrar , com o telemóvel,  um código que nos mostrava a nossa pontuação…

Ainda tomamos conhecimento de outra aplicação: o quizlet. Serve para fazer testes mediante instruções…

Depois, foi a apresentação final. Cada um de nós utilizou uma aplicação diferente para fazer o trabalho final. A minha foi em Prezi. Além de colocar alguns tópicos sobre o que fomos trabalhando durante a semana também coloquei umas fotos de Paris.

A Jasmin criou um postal ilustrado com a caneta digital. Muito giro!

O Jesus criou um posterwall, assim como as romenas.

Fizemos a avaliação da ação e da formadora. Um ponto negativo foi o espaço onde decorreu a formação: uma sala minúscula, sem janelas…passar tantas horas naquele espaço foi desagradável. Um outro aspeto que me desagradou foi a presença de quatro romenas , da mesma escola, e só uma falava inglês! Além do ruído, a colega que falava inglês, Roxana, tinha que traduzir o que a formadora ou nós dizíamos e havia paragens…

A formação em si foi positiva, mas houve muitos saltos e recuos. Por vezes senti que não existia uma linha condutora. Claro que toda a tecnologia que nos foi apresentada tinha como ojetivo final a prevenção do abandono escolar, tornando as aulas mais motivadoras, mas não houve tempo para nos apropriarmos de todas e isso causa-me desconforto. Se quiser explicar aos meus colegas, terei muitas dificuldades com algumas.

O ambiente foi agradável, sobretudo com o Jesus, a Jasmin e a Roxane. Não o foi com as restantes porque não falavam inglês. No final, a Roxana ofereceu-nos  uma caneta, decorada com motivos romenos. Em troca,    ofereci-lhe uma caneta da nossa escola.

Outro ponto positivo do Erasmus+: novas amizades, novos contactos e talvez novos projetos em comum em KA2.

À la prochaine!

 

Sábado em Paris é sinónimo de manifestações. Mesmo assim fui dar uma volta, pelos arredores, e descobri a Place des Vosges, a Rue St. Antoine, a igreja de S. Paul e não cheguei à Bastille porque havia manifestantes, polícia e rebentamentos de petardos. Achei prudente não avançar mais, mas estive com eles!

           

  

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *