Early Leaving School – 5º dia

 

Early school leaving is an obstacle to economic growth and employment. It hampers productivity and competitiveness, and fuels poverty and social exclusion – EUROPEAN SEMESTER THEMATIC FACTSHEET EARLY SCHOOL LEAVERS

Após uma leitura à vol d’oiseau deste relatório da UE, foi gratificante verificar que em Portugal o abandono escolar passou de cerca de 39% em 2006 para cerca de 14% em 2016.

The Commission supports Member States in implementing and monitoring the initiative. Financial support could be provided through the European Structural and Investment Funds and programmes like Erasmus+ and EaSI.

É verdade que o programa Erasmus+ pode ajudar a combater o abandono escolar, permitindo a frequência de formações diretamente ligadas a esta temática e permitindo a mobilidade de alunos.

Outra forma de combate a este abandono escolar será criar estratégias de ensino mais apelativas para este tipo de alunos.

Hoje, o dia foi passado a trabalhar em aplicações.

Quando a formadora nos passou para as mãos lápis de cor para pintarmos uns desenhos, pensei ” brincamos?”. Exclamei de admiração quando, após fazer o download da app do Google Quiver, passei o telemóvel sobre o meu desenho e os foguetes começaram a estalar, ou quando o pirata da Jasmin começou a lutar e o vulcão do Jesus começou a expelir lava e o passaroco da Roxana começou a debicar minhocas! Verdade! Muito engraçado e poderá ser uma forma de motivar os alunos, talvez os mais novos.

Depois passamos ao Voky – escolhemos uma personagem, escrevemos o que queremos que ela diga e passamos a ouvi-la. Estratégia que poderá ajudar nas línguas estrangeiras a melhorar a dicção e a expressão oral. Útil para alunos tímidos , com dificuldades na expressão oral.

A seguir, foi a vez do Wordart. Escolhemos um conjunto de palavras, por exemplo, um campo lexical, uma forma e no final criamos um poster. O meu foi em forma de coração, com nomes de monumentos de Paris. Lindo!

E o Story jumper : criação de histórias. Este gostaria muito de o implementar com os meus alunos de francês: uma vez por semana escrevem umas frases que, acompanhadas de imagens e sons e com sequência, poderão terminar em forma de livro.

Para terminar, o Postermywall: uma nova forma de fazer apresentações.

No final desta sessão, pensei: “que pena não ter tempo para poder especializar-me em algumas destas aplicações!”

Não chega virmos fazer a formação: precisamos de tempo para podermos rentabilizar todas estas aprendizagens para tornarmos as nossas aulas mais motivadoras. Precisamos de tempo para as disseminarmos com os nossos colegas. Precisamos deste tempo para implementarmos as recomendações da União Europeia e contribuirmos para a redução do abandono escolar!

No final do dia ainda consegui fazer mais uma visita, desta vez à rive gauche.

Pasmei com a beleza das igrejas de Saint Sulpice, a maior de Paris, de Germain-des-Prés, a mais antiga de Paris e gostei de estar na Sorbonne imaginando as revoltas estudantis do maio 68… o jardim de Cluny

Também visitei o Memorial aos Mártires da Deportação. Aliás, existem imensas referências à Guerra de 39-45 por toda a cidade…e sabe-se bem porquê…

    

 

 

 

 

1 Comments

  1. Maria de Fátima Neves Fernandes

    Que giro! Essas aplicações parecem-me muito engraçadas. Contudo, as atividades que proporcionam não serão demasiado infantis? Hás de dar conhecimento disso para experimentarmos. Podem ser úteis em determinadas circunstâncias.

    Que bom que aproveitas a oportunidade para apreciares Paris, cidade maravilhosa. Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *