2.º Dia – LTT em Mugla, Turquia

Depois da primeira noite na Turquia e ainda cansados da viagem, tomamos o pequeno-almoço no hotel. Com alguma dificuldade na comunicação, lá conseguimos pedir leite para acompanhar o menu, constituído por: queijos, pimentos picantes, azeitonas, tomate, pepino, mortadela, compotas, chocolate, crepes, bolos, ovo e pão. Os alunos foram torcendo o nariz mas, rapidamente, começaram a habituar-se a esta estranha mistura de sabores. Ora vejam:


Ao final da manhã rumamos a Muğla, já na companhia dos professores turcos – que já anteriormente conheceramos na Roménia: Mutlu Altay (coordenador do projeto na Turquia) e Emine Sayar – e do grupo romeno, a quem fomos esperar ao aeroporto.
Muğla é a cidade capital do distrito com o mesmo nome e tem cerca de 100 mil habitantes.

Está situada num vale cercada, em todos os lados, por altas montanhas. Tem um clima tipicamente mediterrânico com uma temperatura média anual de cerca de 18 graus Celsius.

  
Depois de instalados no Hotel Petek – diga-se, bastante confortável -, descansamos um pouco e saímos para começar a nossa visita à cidade. Optamos por petiscar uma comida com a qual estávamos mais familiarizados. Deliciamo-nos com uns hambúrgueres cujo tempero, afinal, nada tinha a ver com os sabores nacionais.

Mais tarde, e após um período de descanso saímos para jantar. Mutlu e Emine levaram-nos – aos portugueses e aos romenos – a um restaurante muito interessante, não apenas pela qualidade do cardápio, mas pela surpreendente decoração.

O LeMan Kültur é propriedade de um jornal nacional turco – que detém o mesmo nome – maioritariamente elaborado em banda desenhada.

Eis alguns dos logótipos utilizados pelo jornal:

 

O seu conteúdo é utilizado como crítica ao sistema político, económico e social da Turquia. Tendo sido várias vezes reprimido pelas autoridades e até censurado, o LeMan continua a efetuar o seu trabalho jornalístico.

O restaurante em que jantámos faz parte de uma cadeia de restaurantes existentes em diversas cidades turcas, nos quais se fala aberta e livremente contra o sistema político, tendencialmente totalitário. Pretende assim, ser uma forma de contestação ao regime político da Turquia, para além de um negócio bastante rentável.

Eis apenas algumas fotos da extraordinária decoração do Leman Kültur de Mugla:

                

Re

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Realmente é um ambiente muito curioso e pouco habitual. Pena foi não conseguirmos ler os dizeres e não percebermos o conteúdo de muitas das animações afixadas. Quem estiver curioso relativamente ao Leman poderá consultar o link colocado anteriormente ou então procurar dois exemplares que trouxemos na biblioteca da nossa escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *